Por que empresas digitais tiraram o nome SEO de suas marcas?

Artigo

por Alex Moraes

publicado em: 15/07/2013

SEOMoz agora é Moz e MestreSEO agora é Agência Mestre. O que leva importantes players a tomar a difícil decisão de mudar suas marcas?

No primeiro artigo que publiquei, sobre a as diferentes estratégias de marketing digital, disse ser “ingenuidade querer ter sucesso na Internet utilizando apenas uma ou duas estratégias de marketing digital”.

A experiência de 14 anos na internet me mostra isso, e também a percepção de que o marketing digital, por sua dinamicidade, nunca se tornará uma ciência exata, mas um mercado em que a demanda por diversidade de ações será uma constante. Esse é um dos motivos de a MarketingDigital.com.br tratar de diversas estratégias e não apenas das, teoricamente, de maior destaque.

Até aí nada mais importante, só um cara querendo impactar, publicando uma opinião pouco convencional. Agora, quando grandes players tomam decisões com esse nível de complexidade, devemos analisar mais profundamente os motivos. O SEO deixou de ser importante? É tudo jogo de marketing? Definitivamente, não.

O SEO ainda é uma estratégia de extrema importância no marketing digital, seu conceito é que está sendo aperfeiçoado.

Mas qual é o problema com o SEO? Os mais imediatistas já decretariam a morte do SEO em chamadas apelativas. É fato que o trabalho de SEO sempre deu margem a percepções difusas. A verdade é que não há problema real com o trabalho de SEO, mas uma série de fatores conceituais concorrem para essa mudança nas marcas. Considero serem as mais importantes:

  • O conceito de SEO sempre ter soado estranho, como que um objetivo descrevesse um trabalho. Seria como dizer que um filme era otimizado para o Oscar. Em tese, qualquer trabalho é otimizado para um objetivo.
  • Por algum tempo, o SEO tinha a pecha de utilizar técnicas que deixavam em segundo plano trabalhos mais bem elaborados. Muitos consideravam injusta uma preocupação maior em agradar aos robôs das buscas do que às pessoas.
  • O SEO ser tido como trabalho de nerds inescrupulosos, com o único intuito de burlar as buscas e conseguir boas colocações. Isso realmente aconteceu no início do marketing digital, ocorre em muito menor escala hoje, mas está longe de ser uma definição responsável de um trabalho extremamente complexo e importante.
  • Ser difícil explicar para os clientes o que é SEO. Vender um serviço que o cliente não consegue entender exatamente como funciona, sempre foi uma barreira.
  • A complexidade do serviço ter crescido muito com o tempo. Começou a ficar difícil dizer que um trabalho era "apenas" de otimização para buscas, já que demandava muitas ações diferentes. E o PPC? E o trabalho nas mídias sociais? O aumento da instrução dos clientes trouxe muitas perguntas. Como o trabalho de SEO envolvia diversas outras estratégias e uma parte não pode ser maior que o todo, SEO “virou” Marketing Digital.
  • Por fim, a indiscutível constatação do aumento da importância da produção de conteúdo original e de qualidade. As atualizações mais recentes do Google aumentaram sua capacidade de determinar o que é conteúdo novo e relevante e, assim, premiar com melhores colocações quem se dá o trabalho de produzi-lo. Se antes o SEO controlava a produção de conteúdo, isso se inverteu. Agora, o controle fica por conta do conteúdo...
A MarketingDigital.com.br, em cinco meses de existência, alcançou a primeira posição no Google para o termo Marketing Digital.

Cinco meses após o lançamento da MarketingDigital.com.br alcançamos a primeira posição no Google para o termo Marketing Digital. Uma coisa engraçada aconteceu aqui. Depois que chegamos à primeira posição, ouvi de várias pessoas que era por causa do domínio. E dessas mesmas pessoas já tinha ouvido que domínios com palavras-chave eram importantes, mas que nunca seriam garantia de boas colocações. Gosto de pensar que as 4 horas que gasto, em média, para escrever cada artigo são o melhor investimento que faço em meu negócio. Ah, e eu não escrevo para os robôs...

Quero esclarecer que só menciono empresas e serviços merecedoras de meu respeito, não só pela qualidade do serviço que prestam como pela disposição de mudar. Num momento em que vemos tantas empresas antigas ainda presas a conceitos e valores ultrapassados, é admirável ver empresas tão novas agirem de forma corajosa e transparente.   

Repito a frase de maior destaque do meu primeiro artigo: “Por mais que certas estratégias de marketing digital pareçam ser mais importantes que outras, devemos perceber que, apenas com a utilização de diversas estratégias, de forma equilibrada e integrada, se pode ter sucesso em um negócio online.” Somente uma visão 360 de marketing pode gerar resultados.

Outra percepção importante é que qualquer trabalho passa por fases que podem ocorrer de forma destacada ou concomitante. Eu as divido em planejamento, tráfego, monetização, relacionamento e evolução. De nada adianta ter muita visitação, sem formas de monetizá-la ou meios de se relacionar com os visitantes, ao passo que planejamento e evolução são preocupações imprescindíveis para qualquer negócio, a qualquer tempo.

E você, o que acha? Se gostou, por favor comente e compartilhe! Não gostou? Discuta e ajude-nos a aprimorar nosso trabalho.

Siga-nos no Facebook ou cadastre-se para ser informado da publicação de novos artigos.

Participe, também, do grupo de discussão da MarketingDigital.com.br no Linkedin. O grupo é aberto e todos podem publicar conteúdo de marketing digital (exceto anúncios).


Alex Moraes é especialista em Marketing Digital, escritor e palestrante. É responsável pelo conteúdo, cursos e eventos da MarketingDigital.com.br, além do canal no Youtube, grupo no LinkedIn, página no Facebook e perfil no Twitter.